08/03/2017 - 10h22m

Mercado impõe salários de engenheiros e sindicato cobra cumprimento da legislação

Rosilda Pereira  

 A crise econômica que afeta o país nos últimos anos tem provocado o fechamento de vários postos de trabalhos e afetado diretamente a categoria de profissionais ligados à área tecnológica: engenheiros, arquitetos e outros. Com isso o mercado insiste em ditar regras salarias, mesmo diante da legislação específica que determina a remuneração de nove salários mínimos para esses profissionais. No Tocantins o Seageto, sindicato que representa à categoria busca meios de impedir que as empresas burlem a lei.    

O mercado imobiliário, por exemplo, um dos que mais geravam empregos, não só no Tocantins, mas em todo o país é um dos que mais sofre com a recessão econômica. Várias obras públicas no Tocantins estão paralisadas e empreendimentos privados também. “O mercado começou a reagir, acreditamos que a tendência é melhorar ainda mais no segundo semestre”, avalia João Alberto, presidente do Seageto.

Nesse contexto da crise alguns profissionais se submetem a receber remuneração inferior a estipulada pela lei para não ficarem desempregados. “Não é fazer vista grossa, temos sim um problema que infelizmente não podemos resolver diante da atual situação econômica do país”, assume Alberto.

Homologação   

O presidente do sindicato diz que o profissional pode até aceitar receber um salário inferior a R$ 8.433,00, mas o Seageto não homologa rescisão com valor abaixo de nove salários mínimos. “Até homologamos com uma ressalva que dá direito ao trabalhador acionar a Justiça até dois anos depois de ter rescindido seu contrato com a empresa”, esclarece João Alberto. 

Texto da ressalva

“Ressalvamos que homologamos somente os valores contidos neste termo. Dando quitação apenas dos valores recebidos neste ano. Ratificamos o direito constitucional do trabalhador postular quaisquer outras diferenças, parcelas ou direito, preterido perante a Justiça do Trabalho.” 

© 2012 - SEAGETO - Sindicato dos Engenheiros, Arquitetos e Geólogos no Estado do Tocantins - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare